Google

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Nova Miss América diz que teve anorexia


A nova Miss América é Kirsten Haglund, de 19 anos.
Ao receber a coroa, afirmou que teve anorexia quando era menor. Há apenas três anos, comia porções tão pequenas e se tornou tão magra que seus parentes, preocupados, “me arrastaram para o médico”, relatou.

Kirsten foi diagnosticada com anorexia, e a falta de nutrição fez com que suas costelas se tornassem aparentes, seu ritmo de batimentos cardíacos diminuísse e seus relacionamentos passassem por uma séria crise.

De agora em diante, como Miss América, planeja passar seu ano de reinado alertando para os perigos da desordem alimentar, enquanto mantém um estilo de vida saudável.

Parece ou não mais um daqueles: "Faça o que falo, não faça o que faço."?

6 comentários:

Anônimo disse...

Farei um comentário agora de acordo com meus poucos e vagos conhecimentos de comunicação adquiridos na Inglaterra:

- MUITO ESTILINHO "THE SUN" ESSA SUA REPORTAGEM!

uhuahuahau ;)

Ps.: Eu tive que escrever "kubxbmv" para fazer esse comentário!

Juju disse...

Olhaa, primeiro comentário no blog, que chiqueee. Agora, posso falar que tenho um amigo intelectual, jornalista, dono de um blog! huahuahauhaa

Enfiiim...realmente mto triste o que acontece com essas garotas! Pelo menos ela teve o apoio da família e vai usar a influência pra ajudar outras meninas ^^
É assim que se faz...hehehe
=***

Gabriela disse...

Essa é boa. Pelo menos ela aprendeu - será?

Seu blog tá maneiro.. não consigo pensar num nome decente pra levar o meu à frente. E tenho q publicar meus rascunhos ¬¬.. eitaaa. hahaha

;* Hel.. continue!

Osmar Mesquita disse...

Essa é boa. Pelo menos ela aprendeu - será?²

Morre nao sei qts por ano e nao aprendem...

João Pedro disse...

Nem sei. Esse negócio de anorexia é muito complicado.

Não é só querer ser magro. A pessoa realmente perde a noção de várias coisas. Não é apenas querer ter um corpo bonito. Até mesmo porque o última coisa que pessoas anoréxicas são é bonitas.

Gloria disse...

Infelizmente o padrão de beleza imposto pelo mundo da moda é de extrema magreza e a rotina de quem faz parte dele é tão atribulada que nem dá tempo para comer e cuidar da saúde.

Trabalho com jovens e percebo a influência deste padrão na vida delas. Deve-se iniciar um trabalho de conscientização e criticidade desde a infância.